© 2019 Amoena Portugal

Rodapé_Facebook.png
Rodape amoena.png
Uma Dieta para Recuperar
do Cancro da Mama

Fazer a dieta adequada para a recuperação do cancro da mama é o ponto chave do seu plano de bem-estar

Em muitos aspetos, os conselhos para as sobreviventes de cancro da mama são semelhantes aos de qualquer mulher que esteja interessada numa nutrição ótima.

No entanto, existem algumas considerações especiais durante e após o tratamento do cancro.

Gordura Alimentar

Tal como as outras mulheres, as que tiveram cancro da mama devem fazer uma alimentação pobre em gordura para reduzir o risco de outros cancros e de doenças cardíacas. No que diz respeito a uma dieta para recuperação do cancro da mama, os estudos até ao momento não conseguiram encontrar uma forte relação entre a gordura da dieta e o desenvolvimento inicial do cancro da mama. No entanto, em mulheres que já tiveram a doença, alguns estudos sugeriram que uma dieta com baixo teor de gordura pode estar ligada a menores taxas de recorrência e melhor sobrevivência.

Algumas dicas para obter uma dieta para a recuperação do cancro da mama:

  • Substitui gorduras por frutas, vegetais, grãos e feijões.

  • Coma pequenas porções de alimentos ricos em gordura

  • Asse, grelhe ou coza em vez de fritar

  • Escolha carnes magras e reduza as quantidades

  • Coma feijão, peixe e aves em vez de vaca, porco e borrego

  • Procure rótulos “baixo em gorduras”, “sem gordura” e "extra magro”

Obviamente, é importante incluir vitaminas lipossolúveis suficientes numa dieta para a recuperação do cancro da mama (vitaminas A, D, E e K), proteínas e calorias, mesmo se decida reduzir as gorduras.

Isto é especialmente importante se estiver a perder peso involuntariamente, como efeito secundário da radioterapia, da quimioterapia ou da terapia hormonal. Converse com o seu médico ou nutricionista sobre o melhor plano de dieta para si, durante o tratamento.

Pode ser necessário fazer alterações temporárias na dieta, durante o tratamento do cancro da mama, para aumentar a ingestão de calorias. As alterações poderão ser: beber mais leite ou comer mais queijo, manteiga, ovos, molhos e outros alimentos com alto teor de gordura. No entanto, quando o tratamento termina, geralmente pode voltar a seguir as recomendações padrão para comer com pouca gordura.

 

Dieta para a Recuperação do Cancro da mama: Frutas, Vegetais e Grãos

Tendo em conta uma dieta para recuperar do cancro, a maioria dos alimentos escolhidos deve vir de fontes vegetais. Regra geral, isto significa comer pelo menos cinco porções diárias de frutas e legumes. Frutas e vegetais contêm fito-químicos, uma classe de produtos químicos encontrados em plantas que podem ajudar a prevenir certos tipos de cancro ou melhorar o prognóstico dos sobreviventes.

 

 

Há fortes evidências de que esses produtos químicos oferecem proteção contra o cancro colo-retal e do pulmão, e há evidências mais fracas de que eles também podem ajudar a proteger contra o cancro da mama. Vale a pena integrá-los na sua dieta de recuperação do cancro da mama.

Algumas sugestões para obter o máximo aporte dietético de alimentos à base de plantas, maximizando a sua dieta para a recuperação do cancro da mama:

  • Inclua frutas e vegetais em todas as refeições

  • Faça snacks de frutas e vegetais frescos, secos ou desidratados

  • Beba sumos 100% naturais

  • Experimente comer feijões como substitutos da carne

  • Escolha grãos integrais em vez de refinados

Dieta para a Recuperação do Cancro da mama: Açúcares

Estudos recentes analisaram o efeito do açúcar nas células cancerígenas. Em  2013, o cientista da Universidade de Harvard Lewis Cantley, conseguiu provar que as células de cancro da mama param de crescer - pelo menos na placa de Petri - quando são privadas de açúcar.

Até o momento em que este artigo foi escrito, o mundo científico ainda não reuniu evidências suficientes para começar a recomendar uma dieta baixa em carbo-hidratos ou baixa em açúcar para pacientes com cancro da mama, especificamente. No entanto, ficou claro que a maioria das pessoas poderia reduzir a quantidade de açúcares simples ingeridos. Carbo-hidratos complexos, como os grãos integrais, são uma opção mais saudável para a dieta de recuperação do cancro da mama.

Dieta para a Recuperação do Cancro da mama: Soja e derivados

A soja e os alimentos à base de soja contêm substâncias naturais que agem como estrogénio em alguns órgãos, enquanto bloqueiam o estrogénio  noutros. Embora a soja possa ter alguns efeitos benéficos, também existe a possibilidade de que doses altas promovam o crescimento de cancros dependentes de estrogénio, como o cancro da mama. Para garantir a segurança, se optar por ingerir alimentos de soja, faça-o com moderação - não mais do que uma porção por dia. Evite as doses concentradas de soja em cápsulas e pós.

 

Dieta para a Recuperação do Cancro da mama: Água

A água faz parte de qualquer dieta equilibrada mas assume uma enorme importância durante a quimioterapia. A água ajuda a hidratar as células da pele e a eliminar do seu organismo as muitas toxinas ingeridas com a quimioterapia.