© 2019 Amoena Portugal

Rodapé_Facebook.png
Rodape amoena.png
Lidar com os Efeitos Secundários da Terapia Hormonal

Muitas mulheres sofrem com sintomas de menopausa quando fazem a terapia hormonal. O que pode fazer para melhorar.

 

Calores súbitos, suores noturnos, dores, alterações de humor - a terapia hormonal para o tratamento do cancro pode causar todos estes sintomas de menopausa.

Cerca de 75% dos tumores no cancro da mama são estimulados pelas hormonas femininas, principalmente pelo estrogénio, por vezes por estrogénio e progesterona. O cancro dependente de hormonas é normalmente tratado com anti-hormonais para inibir o desenvolvimento das células. Alguns medicamentos são adequados para bloquear o efeito dessas hormonas, outros impedem os ovários de as produzir.

O problema destes tratamentos é causar a menopausa nas mulheres, quase de um dia para o outro, com todos os sintomas conhecidos incluindo os afrontamentos, dores articulares, secura das mucosas e alterações de humor. Também podem causar o ressurgimento destes sintomas em mulheres mais velhas. Embora não seja possível eliminar os sintomas, existem alguns truques para ajudar a lidar melhor com eles.

O que pode fazer acerca dos sintomas comuns da menopausa

 

Afrontamentos

Calores súbitos e suores noturnos são as queixas mais comuns após o tratamento do cancro da mama. Podem acontecer apenas algumas vezes por dia como várias vezes numa hora, desde uma sensação de calor na face até palpitações e ficar encharcada em transpiração em todo o corpo. Isto acontece porque o centro da temperatura no cérebro depende do estrogénio. Quando o nível de estrogénio baixa, o sistema nervoso causa expansão dos vasos sanguíneos da pele. Como resultado, a pele fica saturada de sangue e o corpo liberta calor para o exterior, como um afrontamento. A transpiração arrefece a pele fazendo baixar a temperatura do corpo.

Coisas que podem ajudar:

  • Sprays de água e leques podem ser os seus melhores amigos! Suficientemente pequenos para caber na sua mala ou bolsos, ajudam nas situações agudas de calor e transpiração quando está fora de casa. Em casa, algumas mulheres acham que ajuda muito alternar água fria com água quente num duche.

  • Vestir-se com várias camadas de roupas leves é também uma ajuda, pois rapidamente despe e veste à medida das alterações de temperatura do seu corpo. As roupas soltas e os tecidos naturais também ajudam a reduzir a transpiração.

  • Estão a ser feitos estudos sobre Terapia Cognitivo-comportamental (TCC) para reduzir afrontamentos, já que se descobriu que ser capaz de gerir as emoções e os sentimentos ajuda a reduzir os sintomas físicos. Exercícios como Yoga, treino respiratório ou hipnose também ajudam.

  • Se está a passar por sintomas quase insuportáveis pode falar com o seu médico sobre ajuste na medicação que possa ajudar. Alguns anti-depressivos têm sido aconselhados para reduzir os afrontamentos. Interferem com o metabolismo e regulam a temperatura corporal. No entanto, demoram algumas semanas para começar a sentir melhoras e, por sua vez, também causam efeitos secundários como náuseas e fadiga.

Coisas para ter sempre presentes:

  • Os estimulantes, como a comida picante, as bebidas demasiado quentes, o álcool e o tabaco podem piorar os afrontamentos. Se mantiver um diário, poderá identificar facilmente o que faz despoletar um afrontamento e o que deve evitar.

  • Não ajuda nada beber menos água.  Ao contrário, a diminuição de líquidos não vai reduzir a transpiração mas a desidratação piora os afrontamentos. Beber água gelada pode ajudar a arrefecer o corpo e manter a circulação equilibrada.

Dores nas articulações e nos músculos

A diminuição de estrogénio do organismo afeta a absorção dos minerais, enfraquecendo os ossos e aumentando o risco de osteoporose. As dores nos músculos e nas articulações são um resultado disto.

Coisas que podem ajudar:

  • Exercícios de sustentação de peso, como  caminhada, aeróbica, Tai-Chi, ténis e dança fortalecem os ossos, pressionando-os. Aconselhe-se com a sua equipa de tratamento do cancro da mama, sobre como escolher uma atividade que seja mais adequada para si.

  • Faça uma alimentação rica em cálcio e vitamina D3. O cálcio é fundamental para os ossos e encontra-se nos produtos lácteos, nos vegetais de folhas verdes, peixe, nozes, frutos secos e sementes. Alguns cereais para o pequeno-almoço, pão e água mineral têm suplementos de cálcio adicionado.

 

A vitamina D3 é necessária para fazer a absorção do cálcio dos alimentos. O sol é fundamental para a produção de vitamina D3, mas esta pode ser encontrada nos peixes gordos e na gema do ovo.

  • Se está diagnosticada com osteoporose, o seu médico pode ter receitado medicação que ajuda a transferir as células de cálcio do sangue para os ossos, mantendo-os mais fortes.

  • Uma dieta equilibrada e a manutenção do peso adequado para si, traz uma enorme quantidade de benefícios à sua saúde.

Coisas para ter sempre presentes:

  • Beber muito álcool (mais de 14 unidades por semana) pode afetar a densidade óssea, o hábito de fumar também tem sido relacionado com maior incidência de fraturas ósseas. Se é fumadora, o ideal seria parar, mas reduzir já pode ajudar.

Secura Vaginal

Entre outras coisas, o estrogénio garante que a membrana mucosa da vagina seja bem bem irrigada de sangue e fique húmida pela excitação sexual. Se a produção da hormona for interrompida ou bloqueada, pode causar secura vaginal e irritação, o que pode tornar a relação sexual desconfortável e aumentar o risco de infeções.

Coisas que podem ajudar:

  • Os hidratantes vaginais ajudam a hidratar as mucosas, evitando o desconforto e irritação causados pela secura e tornando o ato sexual mais confortável. Devem ser aplicados regularmente para garantir a hidratação.

  • Os lubrificantes vaginais são mais aconselhados para serem usados durante o sexo e o efeito é muito mais curto e menos abrangente do que os hidratantes. Habitualmente são feitos de óleo e água e são propensos a criar irritações, talvez tenha de experimentar vários até encontrar um que funcione para si.

  • Alguns especialistas consideram o uso de estrogénio aplicado diretamente na área vaginal como um creme. Mas depende do tipo de tumor e da medicação que toma, pois uma pequena quantidade de estrogénio é absorvida pelo organismo. Aconselhe-se com o seu médico.

Coisas para ter sempre presentes:

  • Loções e sabonetes com fragrâncias podem causar irritação e aumentar a secura.

  • O tratamento hormonal com Tamoxifen e outros tratamentos para o cancro da mama podem fazer parar a menstruação. No entanto, pode continuar fértil e precisar de contraceptivos, aconselhe-se com o seu médico.

Alterações de Humor

Não se sabe exatamente porque é que a deficiência de estrogénio causa alterações de humor. Acredita-se que perturba o sistema límbico, a parte do cérebro responsável pelo processamento das emoções. Esta perturbação pode manifestar-se em picos emocionais, mau humor e, para algumas mulheres, depressão.

Coisas que podem ajudar:

  • Técnicas de relaxamento: como exercícios de meditação ou visualização e exercícios de movimento (yoga ou tai chi), ajudam a reduzir o nível de hormonas do stress no corpo.

  • Se está sentir-se extremamente ansiosa ou deprimida, peça ao seu médico que a encaminhe para um terapeuta ou psicólogo.  O seu médico também pode receitar antidepressivos, que podem ser muito eficazes a curto prazo.

  • Além de ajudá-la a sentir-se melhor em geral, uma dieta equilibrada e exercícios leves como caminhar ou nadar podem ajudar a equilibrar o seu humor.

Coisas para ter sempre presentes:

  • Alimentos como soja, grão de bico e linhaça contém fito-estrogénios que segundo as pesquisas, pode reduzir os afrontamentos e ondas de calor. Embora seja seguro incluir esses alimentos na sua dieta, o uso de suplementos alimentares à base de fito-estrogénios atualmente não é recomendado.